Como fórmula fática de agradecimento, hoje em dia usamos maioritariamente “gracias” (a clássica espanhola) e nom “obrigado” (a clássica portuguesa) nem outras mais tradicionais das quais ainda se lembrarám as pessoas mais velhas da casa (deus cho pague, vaia co’as ânimas, beiçom, etc.). Mas porquê? Pola mesma razom que também usamos em castelhano a maioria dos chamados “marcadores conversacionais” e “fórmulas fáticas”.

- Publicidade -

 

Faite socia, faite socio

As socias e socios de Nós Televisión son un piar básico. Desde moi pouco, a túa achega económica pode axudarnos a consolidar este espazo audiovisual libre e en galego