More

    Um manifesto contra o apartheid do reintegracionismo

    O reintegracionismo jogou o seu papel nas margens mas não pode continuar lá. Os de olhos castanhos somos diferentes dos de olhos azuis. Como os homossexuais. Como as minorias étnicas. Como as mulheres. Como todos os inimigos de todas as guerras. O reintegracionismo faz parte da cultura em língua galega. E nesta altura está a reclamar que alguém dê um passo para a frente. As grandes editoras (Xerais e Galaxia à cabeça), os movimentos sociais em defesa da língua (Queremos galego, a Mesa pola Normalización Lingüística), as associações que zelam por uma cultura ameaçada (as de escritor@s, de editor@s, de livreir@s) devem dar-nos entrada. Urgentemente. Para a Rosa Parks ocupar a cadeira vazia, a da vergonha.

    Ligazón para asinar

    Faite socia, faite socio

    As socias e socios de Nós Televisión son un piar básico. Desde moi pouco, a túa achega económica pode axudarnos a consolidar este espazo audiovisual libre e en galego