La Voz de Galicia informava, em dezembro de 2015, que Avelina Mouzo acabava de fazer cento e onze anos com boa saúde. Mas, além da saúde, Avelina também conservava formas linguísticas que o jornalista que a entrevistou já nom conseguiu interpretar, como por exemplo o verbo “ouvir”.

- Publicidade -